RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



MARINO. (Giovanni Bapttista) DICERIE SACRE DEL CAVALIER MARINO.

IN MILANO, Appresso Gio. Batt. Bidelli. 1618.

In 12º (13x7,5 cm) com (xxxiii)-268 pags.

Encadernação da época inteira de pele com ferros a ouro na lombada. Corte por folhas carminado.

Exemplar com vestígios de traça no interior (sem afectar texto) e na lombada com perfurações.

Obra sobre música e pintura.

 In 12º (13x7,5 cm) with (xxxiii)-268 pags.

Binding: contemporary full calf gilt at spine. Papercut redish at edges.

Copy with slightly worming (no damage on the text) and minor holes at spine.

Giovani Battista Marino (Naples 1569-1625) considered the greatest representative of Baroque poetry in Italy, called by his name marinista. The Dicerie sacre (1614) is an anthology in the style of a chart of prose (sermons) much appreciated, reunited through various themes of classical literature – as huge sermons that have little to do with religion - applying the metaphors of classical mythology, a specialty mariniana widely imitated during the Baroque. The Dicerie Sacre are divided into three parts: 1. Painting 2. Music, 3. The Sky The subjects are pleasing to the modern reader by the eloquence and the aesthetics of human experience and artistic therein. The lack of studies and modern editions of the works of Marino is a case virtually unique among Italian writers, and considered embarrassing for the Italian culture.

 Giovani Battista Marino (Napoli 1569-1625) considerato il massimo rappresentante della poesia barocca in Italia, identificata, dal suo nome, anche come marinismo. Sono notevolissime le Dicerie sacre (1614) sorta di prontuario di prediche, apprezzatissimo e compulsatissimo da tutti i predicatori a venire; nelle singole, smisurate prediche, che in sostanza hanno ben poco da fare con la religione, è applicata fino alle estreme conseguenze la tecnica trascendentale della metafora continuata, una specialità mariniana ampiamente imitata durante il Barocco. Si dividono in tre parti: 1. La pittura; 2. La musica; 3. Il cielo. Piacevoli per il lettore moderno sono le Lettere, documento eloquente della sua esperienza artistica e umana. Imbarazzante l'assenza di una pubblicazione moderna consistente dell'opera di Marino in Italia, caso praticamente unico nel panorama degli scrittori della letteratura italiana.

 Giovani Battista Marino (Nápoles 1569-1625) considerado o maior representante da poesia barroca na Itália, denominada pelo seu nome marinista. Os Dicerie sacre (1614) são uma antologia ao estilo de um prontuário de prosas (prédicas) muito apreciadas, compulsadas através de vários temas da literatura clássica - formam sermões enormes que pouco têm a ver com religião - aplicando-se as metáforas da mitologia clássica, uma especialidade mariniana amplamente imitada durante o barroco. Os Dicerie Sacre são divididos em três partes: 1. Pintura 2. A Música, 3. O Céu. Os temas são agradáveis para o leitor moderno pela eloquência e pela estética da experiência humana e artística neles contidos. A ausência de estudos e de edições modernas das obras de Marino é um caso praticamente único entre os escritores italianos; e considerado embaraçante para a cultura italiana.

Referência: 1202JC011
Local: FR-3-E-2


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters