RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



GOMES. (Bernardino António) ENSAIO DERMOSOGRAPHICO, OU SUCCINTA E SYSTEMATICA DESCRIPÇÃO DAS DOENÇAS CUTANEAS,

CONFORME OS PRINCIPIOS E OBSERVAÇÕES DOS DOUTORES WILLAN, E BATEMAN, COM INDICAÇÃO DOS RESPECTIVOS REMEDIOS ACONSELHADOS POR ESTES CELEBRES AUTHORES, E ALGUNS OUTROS. POR BERNARDINO ANTONIO GOMES, Cavalleiro Professo na Ordem de Christo, Fidalgo Cavalleiro da Casa de Sua Magestade Fidelissima, Medico de Sua Real Camara, Membro da Junta de Saude Publica, e Socio da Academia Real das Sciencias de Lisboa. [Vinheta da Academia das Ciências de Lisboa]. LISBOA, Na Typografia da mesma Academia. 1820.

In 4º de 20x14 cm. Com xii, xxv, [ii], 171 págs.

Encadernação da época inteira em marroquim vermelho, com ferros a ouro nas esquadrias das pastas e na lombada. Corte de folhas burilado e dourado. Folhas de guarda em papel decorativo da época.

Ilustrado em extratexto com duas litografias coloridas, abertas em Paris por Van den Berghe segundo desenhos de Armand Julien Palliere, realizados no Rio de Janeiro, nomeadamente uma gravura com 13 microscopias (intitulada «As 8 ordens de doenças cutâneas») e uma gravura "absolutamente original" de um negro com "Boubas", pústulas de herpes cutâneo tamanho real, (e as respectivas 5 microscopias das lesões vesicobolhosas no pé da gravura). Estas duas litografias coloridas são baseadas na recolha de amostras efectuadas no Brasil.

Exemplar de bibliófilo em magnífico estado de conservação. Impressão em papel de linho muito alvo e encorpado estampado em belos caracteres, tendo as notas de rodapé impressas em tipo mais pequeno. Título de posse na folha de guarda anterior 'M. Farmhouse'.

Obra portuguesa que tem como base as inovadoras observações e classificações dermatológicas de Robert Willan (1757-1877), médico em Londres, e o seu discípulo William Bateman (1778–1821) publicadas pela primeira vez na obra A PRACTICAL SYNOPSIS OF CUTANEOUS DISEASES, Londres 1817. Várias nações europeias adaptaram de imediato a obra ás suas escolas. A versão portuguesa escrita no mesmo ano, foi publicada três anos mais tarde. Dedicada pelo autor a D. Carolina Joséfa Leopoldina de Áustria, primeira esposa do imperador D. Pedro I do Brasil, á época princesa real de Portugal. Bernardino António Gomes médico pessoal de D. João V, foi nomeado para acompanhar a princesa real na viagem a bordo da nau chamada D. João VI, que partiu da cidade de Livorno em Itália, com destino ao Rio de Janeiro no Brasil. A comitiva integrava um desenhador de história natural Armand Julien Palliere e um cientista naturalista [?] com quem o autor debateu a obra que escreveu durante a viagem, como afirma no prefácio, sendo que a dedicatória é datada de 4 de Novembro 1817.

O privilégio régio para publicação dado á Academia Real das Ciências é de grande interesse para a história do livro em Portugal.

A obra é uma tabela para classificação sistemática para diagnóstico e tratamento de doenças dermatológicas, apresentando a nomenclatura em latim, a descrição dos sintomas e os medicamentos para tratamento em português e termina cada referência com a respectiva bibliografia. O seu principal contributo para a medicina portuguesa foi a fixação lexicográfica da terminologia médica das doenças dermatológicas.

No prefácio o autor esclarece a razão da publicação, bem como o critério e método que utilizou para a sua criação, terminologia, compilação, adaptação e correcção das obras dos autores universais de referência da dermatologia, tanto antigas, como contemporâneas, comparando-as com as observações que efectuou ele próprio em Lisboa, na viagem ao Rio de Janeiro, com escala na ilha da Madeira, onde fez recolha de dados e também na sua estadia no Rio de Janeiro. No fim do prefácio o autor propõe ainda á ao rei D. João VI a construção de um hospital, em Lisboa, exclusivamente dedicado a doenças cutâneas.

Inocêncio I, 361. Ensaio Dermosographico, ... com duas estampas coloridas, que são hoje mui raras de achar, faltando na maior parte dos exemplares que d’esta obra se têem vendido modernamente. «É este escripto (diz o sr. conselheiro B. A. Gomes, filho, na Memoria que escreveu da vida e trabalhos de seu pae) o unico escripto até hoje publicado n’este genero em nossa linguagem, e livro indispensavel na bibliotheca de qualquer medico portuguez. Por elle ficou regulada toda a nomenclatura medica portugueza na parte de que tractou.»

Borba de Moraes I, 356-357. "A primeira edição com as pranchas coloridas é raríssima e as mesmas faltam em muitos exemplares, tal como observa Innocencio. A segunda edição, sem as pranchas, foi impressa em 1823 (xxiii, 164 pp)."

 In quarto of 20x14 cm. xii, xxv, [ii], 171 p.

Contemporary binding in full red morocco, with gilt iron tools in the frames of the boards and on the spine. Contemporary decorative endpapers.

llustrated hors text with two colored lithographs, etched in Paris by Van den Berghe according to drawings by Armand Julien Palliere, made in Rio de Janeiro, namely an engraving with 13 microscopies (entitled "The 8 orders of cutaneous diseases") and an engraving "absolutely original" of a black man with "Boubas", real-size cutaneous herpes pustules, (and the respective 5 microscopies of vesicobullous lesions on the foot of the engraving). These two coloured lithographs are based on the collection of samples made in Brazil.

Bibliophile copy in magnificent condition. Printing on very strong linen paper, printed in beautiful characters, with footnotes printed in smaller type. Handwritten ownership title on front endpaper 'M. Farmhouse'.

Portuguese work based on the innovative observations and dermatological classifications of Robert Willan (1757-1877), a physician in London, and his disciple William Bateman (1778–1821), first published in A SYNOPSIS OF CUTANEOUS DISEASES, London 1817. Several European nations immediately adapted the work to their schools. The Portuguese version, written in the same year, was published three years later. Dedicated by the author to D. Carolina Joséfa Leopoldina of Austria, first wife of Emperor Pedro I of Brazil, at the time royal princess of Portugal. Bernardino António Gomes personal physician of King João V, was appointed to accompany the royal princess on the trip aboard the ship called D. João VI, which departed from the city of Livorno in Italy, bound for Rio de Janeiro in Brazil. The entourage was composed of a natural history draughtsman, Armand Julien Palliere, and a naturalist scientist [?] with whom the author discussed the work he wrote during the trip, as stated in the preface. The dedication is dated November 4, 1817.

The royal privilege for publication given to the Royal Academy of Sciences is of great interest to the history of the book in Portugal.

The work is a table for systematic classification for diagnose and treatment of dermatological disease presenting the nomenclature in Latin, the description of symptoms and medications for treatment in Portuguese and ends each reference with the related bibliography. Its main contribution to Portuguese medicine was the lexicographic fixation of medical terminology of dermatological diseases.

In the preface the author clarifies the reason for the publication, as well as the criteria and method he used for its creation, terminology, compilation, adaptation and correction of the works of universal authors of reference on dermatology, both ancient and contemporary, comparing them with the observations he made himself in Lisbon, on the trip to Rio de Janeiro, with a stopover on the island of Madeira, where he collected data and also in his stay in Rio de Janeiro. At the end of the preface the author also proposes to King João VI the construction of a hospital in Lisbon, exclusively dedicated to skin diseases.

Innocencio I, 361. Ensaio Dermosographic, ... with two coloured engravings, which are now very rare to find, missing in most of the copies that have sold recently. 'It is this script (says Mr. Counselor B. A. Gomes, son, in Memoria que escreveu da vida e trabalhos de seu pae) the only script to date published in this genre in our language, and an indispensible book in the library of any Portuguese doctor, for it regulated the entire medical Portuguese nomenclature which he treated.'

Borba de Moraes I, 356-357. "The first edition with the coloured engravings is very rare and the same are missing in many copies, as Innocencio notes. The second edition, without the engravings, was printed in 1823 (xxiii, 164 pp)."

Referência: 1404JC092
Local: PCS1


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters