RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



MOUTA. (Fernando) ETNOGRAFIA ANGOLANA.

[...] (Subsídios). Africa Ocidental Portuguesa. (Malange e Lunda). 1ª Exposição Colonial Portuguesa. Litografia Nacional. Porto. 1934.

De 34x26 cm. com 10 págs. + 50 fólios ilustrados soltos.

Brochado com as folhas soltas em estojo editorial cartonado com ilustrações nas capas.

A obra é composta por 10 páginas de texto, 1 mapa colorido e 49 fotogravuras a sépia.

Exemplar com pequenas falhas e rasgos no papel no estojo editorial.

Obra de grande importância etnográfica, antropológica e fotográfica, publicada para a 1ª Exposição Colonial Portuguesa realizada na cidade do Porto, em 1934.

A introdução do autor, num caderno com 10 páginas datado “Lisboa 1933”, apresenta uma breve descrição das raças Jingas, Bondos, Bângalas, Songos, Quiôcos, Xinges, Mussucos, Hôlos, Lunda e Bapendes(?) (texto trilingue – português, francês e inglês). Não existe qualquer informação sobre o autor dos desenhos e capitulares nem do responsável pela criação gráfica.

O mapa é da autoria do próprio Fernando Mouta (nome seguido da menção “Eng. IST”). As fotografias apresentam sempre imagens frontais de cabeças, vistas à altura dos olhos, de perfil e de costas, em diferentes formatos, destacadas contra com o fundo sempre desfocado, excepto na última fotogravura com duas mulheres, de corpo inteiro, com crianças ao colo em frente a duas palhotas (casas ou celeiros).

Esta série de fotografias de Fernando Mouta é valorizada pelo minimalismo dos retratos e a proximidade dos corpos. Alia-se aqui o gosto pela fotografia e o interesse etnográfico da mesma. De referir que os penteados têm um importante lugar nas publicações dos etnógrafos-fotógrafos de Angola da época, afastando-se assim das habituais fotografias e retratos de corpo inteiro.

O Eng.º Fernando Mouta (formado no Instituto Superior Técnico) participou no 1º Congresso de Antropologia Colonial com duas comunicações na qualidade de antropólogo amador: “Notícia sobre um curioso tambor dos Mussucos (Lurêmo), Angola” e “Contribuição para o estudo da etnografia angolana (Distritos de Malange e Lunda). Foi Director e Engenheiro-Chefe da Missão Geológica de Angola, presidente interino da Câmara de Luanda em 1938, sendo também vogal da Comissão executiva da Exposição-Feira Angola, 1938 e membro da Subcomissão da representação indígena. Criou em Luanda, no Forte de São Miguel, o Museu de História Natural (1938) e participou em diversos estudos históricos e geológicos.

 PHOTOGRAPHY - MOUTA. (Fernando). ANGOLA ETHNOGRAPHY. Portuguese Western Africa (Malange and Lunda).

1st Portuguese Colonial Exhibition. Oporto 1934

Dim.: 34x26 cm. With 10 pp. + 50 unbound illustrated folios.

Soft cover with loose folios in editor’s case illustrated on the covers.

The work is composed by 10 folios with text, a coloured map and 49 photos in sepia.

This copy shows small tares on the editor’s case.

A very important work, not only for ethnography, but also for anthropology and photography, published for the First Portuguese Colonial Exhibition in 1934 in Oporto.

The author’s introduction, dated “Lisboa 1933”, presents a brief description of several ethnicities from Angola: Jingas, Bondos, Bângalas, Songos, Quiôcos, Xinges, Mussucos, Hôlos, Lunda e Bapendes(?) (written in 3 languages, Portuguese, French and English). There is no information on the author of the drawings and capital letters, nor on the designer responsible for the graphic creation.

The map, depicting the North of Angola, was drawn by the author, Fernando Mouta, himself (name followed by the note “Eng. IST”, engineer graduated from the Instituto Superior Técnico - Technical University).

The photos always show head shots, taken at eye level, front, profile and back, in different formats, standing out from a blurred background, except for the last one which shows two women, full body, carrying children, standing in front of two shacks (houses or barns).

This series of photos from Fernando Mouta is valued by the minimalism of the portraits and the proximity of the bodies. It is found here an alliance between the art of photography and the ethnographical testimony.

It should be noted that the hairdos have an important place within the works of the ethnography photographers of Angola at that time, standing out from the usual full body pictures.

Engineer Fernando Mouta took part of the 1st Congress of Colonial Anthropology with two papers as an amateur anthropologist: “News on a curious drum of the Mussucos (Lurêmo), Angola” and “Contribution to the study of Angola ethnography (regions of Malange and Lunda).

He was Director and Chief-Engineer of Angola’s Geologic Mission; Mayor of Luanda in 1938; member of the Executive Committee of Angola’s Exhibition-Fair in 1938 and member of the subcommittee representing the natives. He also founded in Luanda, in Forte de São Miguel, the Natural History Museum, and was involved in several historical and geological studies.

Fontes/Sources: Universidade de Aveiro

 

Referência: 1512JC020
Local: M-10-B-11 e SDC V4 P1


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters