RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



AEFFERDEN. (Francisco de) EL ATLAS ABREVIADO, Ò COMPENDIOSA GEOGRAPHIA

DEL MUNDO ANTIGUO, Y NUEVO, Conforme à las ultimas Pazes Generales del Haya, ILUSTRADA CON QUARENTA Y DOS MAPAS. La Dedica al Atlante Catholico D. CARLOS Segundo el Rey Nuestro Señor, que lo es de Ambos Mundos, DON FRANCISCO DE AFFERDEN, DOCATOR en ambos Derechos, Preposito, y primera Dignidad del Obispado de Brujas, Protonotario, y Juez Apostolico de esta Nuciatura Capellan de Honor de Su Magestad, &c. Tercera Edicion. EN AMBERES. Por VIUDA de HENRICO VERDUSSEN, Mercadera de Libros. [Anvers, Antwerpen]. 1725.

In 8ª de 18,5x11,5 cm. Com [8], 230, [2] págs.

Encadernação da época inteira de pele, lombada com nervos e ferros a ouro, um pouco cansada. Corte de folhas carminado.

Ilustrado com 42 mapas desdobráveis (página dupla) em extratexto, coloridos à mão na época.

Exemplar com a eventual falta do frontispício, gravado por Harrewijn, e do mapa celeste. O mapa da China apresenta perda marginal de papel sem afectar o texto.

Quarta (ou quinta, segundo algumas referências) edição deste Atlas de bolso, em espanhol, com mapas de Jacob Harrewijn, Jacques Peeters e Pierre Duval. Inclui um mapa mundo em duplo hemisfério por Peeters, bem como um mapa das Américas por Harrewijn, ambos mostrando a Califórnia como uma ilha. Publicado pela primeira vez em 1697 em Antuérpia (na época sob o domínio espanhol), foi reeditado várias vezes durante o século XVIII.

Francisco de Aefferden, do qual pouco se sabe, nasceu na cidade que lhe viria a dar o nome (hoje parte da Bélgica) e foi secretário rainha Maria Anna de Neuberg, casada com o rei Carlos II de Espanha.

A importância desta obra reside no facto de ser um atlas portátil, de bolso, e com a descrição dos limites do conhecimento das terras mais afastadas e fora do continente europeu.

A grande Era das Descobertas ainda se encontrava em curso e a cartografia ainda se encontrava em progresso. Mencionam-se terras só esboçadas e outras terras só são enunciadas no índice. Nestes casos temos, não só a Califórnia, mas também a Austrália e as zonas antárticas. No índice (pág. 244) refere-se Tierras Australes - Nueva Holanda, compreendendo Tierra de la Leona, Pais de Concordia, Tierra de Nuys e Pais de Diemens. O mapa onde figura a Austrália (com apenas a sua parte mais a norte) é o mapa da Ásia. Aparece gravado o nome então atribuído ao continente: «Hollandia Nova» e nome da região T[erra] de Dimen. Esta parece ser a terra mais importante para o autor, mas que na verdade corresponde ao sul do continente australiano, cartografado noutras fontes e omisso neste atlas. A Tierra de la Leona (Vide História da Oceania de Louis de Prienzi) era a costa meridional (sul) que se estende desde o cabo Wilson até ao cabo Lewin (i.e. de La Leona). No entanto não existe na obra uma descrição textual de qualquer terra australiana, aparecendo apenas uma confissão sobre o seu desconhecimento, justificado (vide pág. 109) porque os europeus "não se fiaram a entrar terra adentro, e só pararam em alguns golfos e portos". Contudo o contorno total do litoral da Austrália aparece em primeiro plano na representação equinocial do globo terrestre, logo na primeira gravura que se apresenta neste atlas, com a denominação de Nueva Holanda.

A Ásia e o Oriente em geral encontram-se bem descritos nos mapas e no texto. Sobre a Tailândia («El Reyno de Siam», vide pág. 78) temos uma descrição textual da sua geografia, do seu clima e da sua divisão e influência política, situando-se a sua capital na antiga Ayutaya, dita Odia. Refere-se também a sua Embaixada enviada a França poucos anos antes.  A presença dos portugueses e a sua história na Índia também são descrita (pág. 77). Sobre o Japão descreve-se a presença e a expulsão dos portugueses e menciona-se particularmente (vide pág. 82) a São Francisco Xavier. As Filipinas são referidas (pág. 83) como tendo sido descobertas por Magellan e conquistadas por Legaspi. Relativamente às Molucas, menciona-se a forma como os portugueses as conquistaram e mantiveram, afastando os espanhóis, até que foram conquistadas pelos holandeses.

Quanto à América a sua denominação à data deste mapa é a de «N. Paises-Baxos ò Nueva Yorck» e encontra-se dividida em Manhate, Ambois, Delorbée e F. de Orange.

Palau 1948, Vol I. pag. 85 (ent. 2955 c) refere esta edição de H. Verdussen como sendo a 4ª edição conhecida (e 5ª edição impressa), porque no entanto a mais antiga edição conhecida por Palau é a edição de 1697, a qual já era referida nos tópicos da sua folha de rosto como sendo a «Segunda editión. En Amberes: Por Juan Duten. Año 1697, 8º 4 h, 276 p. 42 mapas plegados [...]» Também existe uma edição impressa por Juan Baptista Verdussen neste mesmo ano de 1725, com a indicação de terceira edição, mas com a folha de rosto diferente da do presente exemplar. A presente edição é referida desta forma por Palau: «También: Amberes, H. Verdussen, 1725, 8º frontisp, 4 h. 230 pags. 1 h. 42 mapas. 100 pts Molina, 1944. Con los mapas en colores, 80 pts. Barbazán, 1940. »

 In 8º (18.5x11.5 cm) with [8], 230, [2] pp

Illustrated with 42 (out of 43) contemporary hand coloured, folded maps hors text.

Binding: Full calf, raised bands and gilt tools on spine, a little worn. Red edges.

Copy possibly missing the frontispiece page engraved by Harrewijn and the celestial chart, with a slight lack of paper not affecting the text .

Fourth (or fifth edition according to some references) of this pocket atlas, in Spanish, with maps by Jacob Harrewijn, Jacques Peeters, or Pierre Duval. Includes a double hemisphere world map by Peeters as well as a map of the Americas by Harrewijn, both depicting California as an island.

Published for the first time in 1697 in Antwerp (at the time under the Spanish rule), was republished several times throughout the 18th century.

Little is known about Francisco de Aefferden. He was born in the town he was named after (today located in Belgium), and was secretary of Queen Maria Anna of Neuberg, married to King Charles II of Spain.

 

Referência: 1611NM005
Local: M-4-D-8

INEXISTENTE





Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters