RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



ARTIGLIERIE NAVALI ANSALDO, S.A. [CATÁLOGO DE PEÇAS DE ARTILHARIA NAVAL, ITÁLIA, 1927].

Stabilimento per la costruzione di Artiglierie. Cornigliano. Genova. Capitale Sociale L. 200.000.000 - Sede in Genova. Stampato nel reparto tipografico annesso agli stabilimenti Ansaldo. Sanpierdarena. Genova. 1927.

Formato oblongo (de 23x31 cm) com 21 fólios.

Brochura do editor impressa em fino papel couché creme, com capas cinzentas de cartolina e com atilho exterior na lombada.

Exemplar com carimbo oleográfico estampado no canto inferior direito de todos os fólios, com a chancela do representante da Fábrica Ansaldo em Portugal: Agentes Geraes Luiz Roxo, Lda. Rua do Alecrim, 39. Lisboa.

Profusamente ilustrado com 13 imagens das seguintes peças de artilharia, seguidas dos respectivos fólios com dados técnicos:

Cannone da 76/45 Navale.

Cannone da 102/35 Navale.

Cannone Navale da 102/45.

Cannone da 152/45 Navale.

Cannone da 381/40 Navale.

Cannone da 203/50 Navale.

Cannone da 120/50 Navale Binato.

Cannone da 76/45 Navale.

e ainda imagens sem dados técnicos (acompanhadas de legenda) das seguintes peças de artilharia:

Cannone da 381/40 Navale (in torre binata su cannoniera)

Tubo lanciasiluri da 533 mm per sommergibili.

Mine speciali per sottomarini da 533 mm di diametro

Torre da 203/50 (montagio in officina)

A indústria Ansaldo teve origem no final do século XIX com a corrida aos armamentos por parte das potências ocidentais. Em 1885 produz armas com a autorização da britânica Armstrong. Em 1916 tinha 5000 trabalhadores. Durante a 1ª Guerra produz os canhões para os grandes navios couraçados e cruzadores de batalha italianos, nos quais se destacam as peças de 305/46 Elswick Pattern 'T', tornando-se assim a maior fábrica de canhões italiana.

Depois da 2ª Guerra ainda existe um período no qual se tenta não parar a produção bélica com a produção da peça anti-aérea 76/62 mm tipo SMP3. Contudo, as Forças Armadas italianas optam pelas peças Oto Melara da concorrência e a Ansaldo passa a fabricar material ferróviário.

Depois da grande crise italiana de 1993 a fábrica ainda resiste e fecha definitivamente em 2003, depois de mais de 100 anos de produção metalo-mecânica. Durante este período produziu de tudo: carros de combate motorizados e mecanizados (Fiat-Ansaldo) que equiparam várias divisões panzer alemãs, motores para aviões (Ansaldo-SPA), e aviões (Gio. Ansaldo & C., Borzoli), motores eléctricos, locomotivas (Fabbrica Locomotive Ansaldo S.A), automóveis (Ansaldo Torpedo), motores a diesel (Ansaldo-MAN), aparelhos de rádio (Ansaldo-Lorenz), Tractores agricolas (Stabilimento Fossati dell’Ansaldo S.p.A.), motores náuticos (Stabilimento Meccanico Ansaldo S.p.A), entre outros.

Referência: 1901JC001
Local: M-12-B-49


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters