RUGENDAS. (Johann Moritz) HABITANTE DE GOYAS. Quadro a óleo pintado sobre madeira.

     
English   
 
   

Clique nas imagens para aumentar.



POPE. (Alexandre) ENSAIO SOBRE O HOMEM.

TRADUZIDO VERSO POR VERSO POR fRANCISCO BENTO MARIA TARGINI, BARÃO DE S. LOURENÇO, Do Conselho de Sua Magestade Fidelissima, e do da sua Real Fazenda, Comendador das Ordens Militares de Christo, e da Conceição, Thesoureiro Mór do Erario Regio, etc. Dado a luz por huma Sociedade Literarias da Grão-Bretanha. TOMO I. [TOMO II, e TOMO III.] LONDRES: NA OFFICINA TYPOGRAPHICA DE C. WHITTINGHAM, COLLEGE HOUSE, CHISWICK. 1819.   

3 Volumes de 30,5x24,5 cm. Com xxiv, 380; [iv], 232; [iv], 331 págs. Encadernações com as lombadas e os cantos em pele, com ferros a ouro. Cortes das folhas carminados à cabeça e nas restantes margens por aparar.  

Ilustrado com as armas reais de D. João VI, no início da dedicatória ao Rei, com o retrato do autor, desenhado por H. J. da Silva e gravado por G. F. de Queiroz e 4 gravuras desenhadas por Uwins e gravadas por C. Heath no início de cada um dos quatro cantos que compõem a obra.   

Exemplar com falta do retrato de Alexander Pope 

Magnífica edição com impressão muito nítida em belos caracteres tipográficos sobre papel de linho muito encorpado com grandes margens.

A folha de anterrosto apresenta no verso duas citações uma de António Ferreira e a outra de António Diniz da Cruz e Silva e na folha de rosto constam duas citações, uma de Isocrates, em grego e a segunda de Estácio, em latim. 

Além do texto em, inglês, do poema, nas páginas da esquerda e a respectiva tradução portuguesa nas páginas da direita, inclui uma extensa dedicatória a D. João VI, o prólogo do tradutor que inclui a tradução da poesia de Pope O Messias, Écloga Sagrada, e o prólogo do autor.   

Tradução especialmente valiosa por ser acompanhada por extensas e ricas anotações com a transcrição de lugares paralelos, ou seja, poesias nas línguas originais, com tradução, de muitos poetas gregos, latinos, italianos, franceses, ingleses, alemães e portugueses, que trataram as mesmas questões versadas neste poema, constituindo uma antologia poética temática de grande abrangência e variedade. 

As anotações ocupam a maior parte das páginas (Vol. I 75-194 e 231-380; Vol. II 39 a 232; Vol. III 45 a 331) e incluem uma tradução bilingue, do latim, dos capítulos XIII e XIV do Profeta Isaías.  

Tradução do poema An Essay on Man, publicado pela primeira vez, em 1733-1734, da autoria do poeta inglês Alexander Pope (Londres 1688 - 1744) no qual o autor, que era católico, discute se é ou não possível reconciliar os males deste mundo com a crença num criador justo e misericordioso, ou como o homem se pode redimir neste mundo. O autor apresenta uma visão de optimismo filosófico semelhante a Leibnitz, que foi duramente criticada por Voltaire (na novela Candide) e por Rousseau.     

Francisco Bento Maria Targini (Lisboa 1756 - Paris 1827) Poeta e tradutor. Barão de S. Lourenço por decreto de 17 de Dezembro de 1811 e Visconde de S. Lourenço por decreto de 3 de Maio de 1819. Foi nomeado, em 1776, funcionário do Real Erário, como Escrivão da Fazenda Real. Em 1783, partiu para o Brasil por ter sido nomeado Escrivão da Provedoria da Capitania, por Patente Régia de D. Maria I.   Em 1799 foi nomeado, por despacho de 25 de Janeiro, Escrivão e Deputado da Junta de Fazenda Autónoma da Capitania do Ceará e, em 1808, por Alvará de 13 de Outubro, passou a Conselheiro da Fazenda e Tesoureiro Mor do Erário Público. Acompanhou D. João VI, no regresso a Lisboa em 3 de Julho de 1821, mas por ser partidário do absolutismo foi impedido de desembarcar e obrigado a exilar-se em Paris, onde faleceu.  

Azevedo Samodães 2525. 

Inocêncio II, 352 e IX, 268-269. 

Referência: 2001PG052
Local: M-10-A


Caixa de sugestões
A sua opinião é importante para nós.
Se encontrou um preço incorrecto, um erro ou um problema técnico nesta página, por favor avise-nos.
Caixa de sugestões
 
Multibanco PayPal MasterCard Visa American Express

Serviços

AVALIAÇÕES E COMPRA

ORGANIZAÇÃO DE ARQUIVOS

PESQUISA BIBLIOGRÁFICA

free counters